Skip to content
31/10/2011 / Geane Aguiar

Desejo emaranhar seus olhos, entorpecer em um arco de surrealismo, em um descaso do incógnito. Não mais ser dono das crises de frio em meus nervos, da camada de orvalho em minha carne, das farpas de lascas de minhas espinhas. O íntimo chora por não aturar mais impensadas mudanças, indefinições e paixões libertinas. Não posso me submeter à anomalias da apatia ou à enfermidade do orgulho. Venha e tome posse de mim, sem temor de dizer o quanto me quer. Eu preciso.

Anúncios

19 Comentários

Deixe um comentário
  1. César / out 31 2011 16:04

    Fascinante a sua escrita! Parabéns pelo blog, tudo de muito bom gosto e qualidade.
    Um forte abraço e boa semana 🙂

  2. Diego / out 31 2011 16:12

    Há alguma tristeza nas suas palavras, mas elas são sinceras e emocionam. Que texto bonito, sem burocracia sentimental. É isso ai, na lata.

  3. Jamille / out 31 2011 16:14

    Passamos por várias fases na vida, às vezes estamos felizes e já em outras nem tanto, isso faz parte da vida… Meio triste o post, mas bem escrito.
    Agora fica a pergunta: é real?

  4. Phi Campos / out 31 2011 16:22

    Texto muito legal, é incrível que em alguns momentos da vida precisamos que o outro saia do comodismo, que tenha coragem coragem para largar o estado de inércia… Mas apesar de tudo, o importante é mesmo o amor próprio e estar bem consigo mesmo. Belo post, como de costume!

  5. Roberta Lauar / out 31 2011 16:24

    Amei seu texto, me identifiquei muito…
    Se não demonstram seus sentimentos, me sinto carente das pessoas, de sentimento, de alma, de carinho. Sei que não é só comigo. Eu e o mundo estamos carentes de amor.

  6. Juliana Machado / out 31 2011 16:26

    Sempre me emociono lendo seus posts :~~~ Você escreve tão bem, irmã ;-; Parabéns por seu talento lindo que melhora a cada dia *-* Sei que seu futuro será brilhante! =****

  7. Ricardo Madruga / nov 1 2011 13:07

    Realmente esta sensação é algo que incomoda… Confunde e tortura… Gostei do blog, ótimo template e o contéudo muito bom.
    Estou dando uma olhada nos outros posts, virei fã hehehe…

  8. dionatan / nov 1 2011 13:13

    Adorei o post! Faz a gente refletir mais sobre as nossas sensações. Para quase tudo sempre há uma solução, depende de cada um de nós encontramos a melhor solução… Belo post!

  9. Lorraine / nov 1 2011 13:19

    Li os seus posts, viajei neles… Muitos bons! Amar traz recompensas e sofrimentos, mas infelizmente o peso desses sofrimentos é grande e deixa marcas que talvez nunca se apaguem por completo…

  10. Fred Paiva / nov 1 2011 13:20

    Algumas manhãs eu acordo feito um bobo alegre, outras como se ñ quisesse mais acordar devido a sentimentos como esse que descreve no seu post.. Dizem que ao fim do dia há uma cura para qualquer mal. Acreditar nisso me faz levantar da cama, seguir em frente. Parabéns pelo blog, textos muito bons mesmo!!

  11. Paty / nov 1 2011 13:21

    Quando preciso me orientar, me identificar, fico aqui. Thank you. Espero que seu coração se restaure.. Que o seu blog continue sempre assim: textos lindos que fazem as pessoas gostarem e voltarem para comentar! 😀

  12. Victor Patrow / nov 1 2011 19:30

    Interessante seu texto. Não permita que seus fantasmas a façam perder ou deixar de conquistar nada! Mete a cara!
    Parabéns pela desenvoltura e sucesso sempre.

  13. Natalia / nov 1 2011 19:38

    Quantos amores se perdem na imaturidade de ‘querer do outro’ sem ‘dedicar-se ao outro’? O importante é fazermos nossa parte no relacionamento e ao mesmo tempo deixar que as coisas aconteçam ao seu tempo. Curtir o que é bom e dedicar-se a aprimorar o sentimento. Parabéns pelo blog, como sempre maravilhoso, Ge! ^^

  14. Luany / nov 1 2011 19:39

    Muitas vezes isso acontece conosco, é triste, o medo é intenso. Nós sentimos medo sempre, isso é inevitável. A falta de gentileza, de delicadeza realmente transforma tudo.

  15. Mary / nov 1 2011 19:40

    Impressionante descrição, me senti dentro do texto. Quem nunca passou por isso que atire a primeira pedra…

  16. Carol / nov 1 2011 22:13

    Esta postagem me parece um anseio pelo impossível, mas as suas frases são verdadeiras… De qualquer forma, escrever é isto mesmo, é a esperança que se reflete, mesmo que muitas vezes não seja atendida de imediato…
    Parabéns pelo blog, o design e a organização estão nota 10!

  17. Kalleb / nov 1 2011 22:22

    O legal de ser criança é que você pode estar triste, mas se está cheio de amigos você começa a sorrir e muda de atitude. O que não acontece quando se é adulto. Acho que ficamos estúpidos quando crescemos, e insistimos em certas atitudes que afastam a felicidade do momento… Lindo blog com posts admiráveis! Você tem muito talento, parabéns! 🙂

  18. Drika Santtos / nov 1 2011 22:29

    Meu Deus, é inspiração demais pra uma pessoa só! Mais um excelente texto com o qual você presenteia seus leitores. Linda súplica!

  19. Marilene / nov 1 2011 22:30

    Eu sinceramente, adorei o seu texto, achei muito bem escrito! Que as palavras de quem amamos sejam sentidas e degustadas antes de serem largadas ao vento de qualquer maneira.
    Sou fã do seu blog! Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: