Skip to content
03/06/2011 / Geane Aguiar

Tu não pertences mais aos meus surtos idealistas. Escapa traiçoeiramente entre as brechas do desespero, da ilustre inclinação às vagas apreensões. Lançastes o amor sobre mim, por descuido, pegastes as sobras para si. A falta de controle liderou nossos sentimentos como presas fáceis, inestimáveis servos da carência. O desleixo foi marcado em nossas frentes como aviso – um alerta de que fazemos mal um ao outro.

Sem apetite, a fúria consome a razão, ergue a raiva aos gritos, desflorando os íntimos delírios. Não há como desviar da disputa de ser ferido, fardado com lamentos que sopram a repulsa, desgostos e elogios à majestosa dor. A morte gela as pontas dos dedos, brincando com lembranças e implantando verdades.

A promessa de estar ao meu lado apedreja o pavor das veias e firma a força de não alarmar os pesadelos, silenciando a imprudência. Por fim, o que restará de mim sem você? A ira cobiça a solidão, governa as sombras a judiarem do ânimo e a se rebelarem contra a circunstância. Devo render e agredir o restante da consciência?

No impasse de dizer o quanto é importante, ouço passos que destroçam as cógnitas e deixam ruídos das partes caindo ao chão. Não mais atrevo dizer o quanto a amo. As palavras foram corroídas, envenenadas com o sabor da ausência de coragem.

Anúncios

19 Comentários

Deixe um comentário
  1. Juliana Machado / jun 3 2011 23:00

    Nossa, seus textos estão a cada dia mais lindos! Eu realmente fico impressionada como a cada vez que você me mostra um post novo eu fico chocada com a beleza de sentimentos que você transmite. É um talento muito lindo ^^ Espero que você lute pelo que ama fazer, nunca desista, pessoa talentosa :**

  2. ingrid / jun 3 2011 23:29

    perfeito geane, muito profundo, adorei

  3. Lolly. / jun 3 2011 23:30

    Cada dia mais lindos e maravilhosos. Seus textos sempre me fazem suspirar e refletir, gosto tanto do jeito que você escreve, sempre gostei. Espero que você sempre me avise quando tiver novos textos, por que eles são perfeitos e ne, eu gosto muito!

  4. Joe / jun 3 2011 23:55

    muito triste e ao mesmo tempo muito lindo.
    Me senti um personagem daqueles de livro de romance, senti na pele >__<
    muito lindo, continue assim *-*

  5. Joyce Oliveira / jun 4 2011 00:32

    A como sempre maravilho e impecável. Esse dom magnífico que você tem. Fico maravilhada a com cada palavra cada sentimento que consegue passar através de palavras. Parabéns e continue sempre escrevendo.

  6. Ana Elisa / jun 4 2011 13:53

    Quantas emoções reprimidas num só texto. Muito bonito de ler, mas um pouco agoniante… Novamente, trabalho maravilhoso!

  7. Paloma Brunoro / jun 4 2011 15:57

    Chega a ser complicado descrever essa maré de emoções que vêm dos seus textos. Continue escrevendo com seu coração, sejam desabafos, sejam críticas, seja sobre amor, seja fictício… Apenas continue.

  8. Luana Butura / jun 4 2011 16:00

    Esse é tão desesperador, bate uma certa tristeza no coração lendo, um sentimento de vazio :s Mas acho que é exatamente esse sentimento que vc quis passar neh? Muito bonito seu post, Ge. Vc é muito talentosa *–*
    Bjos! =*

  9. Ywanna / jun 4 2011 18:51

    Algumas frases dos seus textos me causam arrepios. É muito bonito ler o que você escreve. “No impasse de dizer o quanto é importante, ouço passos que destroçam as cógnitas e deixam ruídos das partes caindo ao chão.” Tem alma… Parabéns pelo post!

  10. Clarisse / jun 4 2011 18:52

    Gosto muito de ler textos maiores, podemos apreciar mais dos seus pensamentos, ser mais consumidos pelas suas palavras 🙂 Belíssimo, devastador.

  11. Stephanie Park / jun 4 2011 19:00

    Uau Geane, parabéns!
    Seu texto toca mesmo no coração de quem lê!
    Amei, e espero que continue escrevendo..
    beijão

  12. Marilene / jun 4 2011 19:17

    Incrível. É fácil notar que os conflitos internos transbordam nas suas palavras, e é isso que faz essa realidade dos seus textos ser tão clara, quase palpável, pra quem te lê.

  13. Victor Patrow / jun 4 2011 20:19

    Pelo que tenho visto, sua produção é bem voltada para textos pessoais, ou que ao menos despertam essa sensação de ser algo íntimo seu. Muito interessante de ler. Gostei do post.
    Abraço!

  14. Bernardo / jun 4 2011 20:29

    Muito foda! Gostei pra caralho de tudo que li aqui, principalmente dos seus textos mais “dark”. Parabéns pelo seu blog.

  15. Guilherme / jun 5 2011 02:21

    Terminei meu relacionamento a pouco tempo e esse texto diz tudo que ando sentindo 😥 adorei o post (LL)

  16. Fernando Santos / jun 5 2011 02:27

    Dizem que o amor é o mais lindo sentimento do mundo, mas pra mim isso é tudo clichê sem nexo. O amor só funciona pra alguns raros casos… Sou daquelas que prefere ser feliz sozinha do que dividir tristeza com os outros… Lindo post, mas não sofra por outra pessoa, seja feliz por você e pra você… Bjos…….

  17. Flávia / jun 5 2011 02:29

    Nem sempre o amor é um sentimento correspondido. Só saiba que você verá mais pra frente que são essas quebradas de cara que fazer sermos cada dia mais fortes… Tudo tem seu propósito.

    Seu blog está sempre com ótimos textos (é um dos meus preferidos).

  18. Natalia / jun 5 2011 02:33

    Continue escrevendo assim… Vc merece todo sucesso do mundo! A possibilidade de perder tudo que se tem de melhor num relacionamento desencadeando esse desespero, esse dilema do amor terminando em medo… Muito bom mesmo, adorei o post, muito inspirador!

  19. vanessa / jun 5 2011 14:03

    adorei seu blog tbm fiz mais esqueci a senha ficou muito legal bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: