Skip to content
30/05/2011 / Geane Aguiar

Sou uma cratera inesgotável de censura, carimbos e excessos. Prendo e desprendo conforme o ritmo dos pensamentos. Dôo partes de mim àqueles que precisam ou pedem, mesmo tendo o desprazer de presenciar os que não têm fome para ambigüidades, distorções, realidade – como eu. Desfrute do que resta de mim, resguarde além do que possa ver e pergunte sempre o que tenho a oferecer. Jamais crie um circo entre nossas palavras ou venha muito tarde ao socorro de sensações que já abandonei. Apenas corra, porque não vou mais ao encontro de ninguém. Apenas corra.  Se for valer a pena.

Anúncios

16 Comentários

Deixe um comentário
  1. Lolly. / maio 31 2011 22:18

    Eu fiquei lendo umas cinco vezes, como sempre, seus textos me fazem ficar pensativa e admirada. Você sempre escreveu muito bem e eu sempre gostei de ler.

    Mas, esse texto… Realmente eu gostei muito mesmo. ❤

  2. Bianca Barreto / maio 31 2011 22:31

    po Je, mtmt lindo mesmo, uma criativadade e imaginação magnifica *-*

  3. Joe / maio 31 2011 22:46

    de tirar o folego essa o.O
    fiquei sem palavras… dificil descrever

    tá de parabéns, continue nesse ritmo *-*

  4. dea / maio 31 2011 22:50

    Gostaria de poder falar de mim mesma com essa profundidade e certeza. Adoro o jeito que tu escreve.

  5. Aline Diedrich / jun 2 2011 17:08

    Lindo texto! Envolvente!

  6. Jamille / jun 3 2011 00:39

    Caramba, muito bonito. Gostaria de saber descrever meus sentimentos dessa forma… Parabéns pelo blog, sempre muito cativante 😀

  7. Diego / jun 3 2011 00:44

    Muito profundo e sincero. Aprecio textos que soam verdadeiros, como desabafos do que fica preso no peito. Bom trabalho, sempre muito bom de ler =]

  8. Marilene / jun 3 2011 00:45

    Me apaixono cada vez mais pela sua escrita quando fala desse seu lado mais “obscuro”. Soa tão mais pessoal, mais íntimo, reprimido… Seu trabalho é muito bonito e libertador. Persista e publique seu livro.

  9. Paloma Brunoro / jun 3 2011 00:47

    O dia a dia tem me deixado cada vez com menos tempo para visitar seu blog, o que me deixa um pouco triste pois gosto muito de acompanhar suas postagens. O bom é que quando entro aqui posso ver mais de um texto novo 🙂 Gostei muito deste e do post anterior. Você está de parabéns. Como sempre.

  10. Bernardo / jun 3 2011 00:52

    É muito interessante como seus textos mais fortes têm palavras também muito fortes. Seus textos românticos sempre são com palavras suaves, doces. Sua escrita é inteligente e muito bem pensada. Parabens.

  11. Clarisse / jun 3 2011 01:02

    Seus posts sempre têm “frases de impacto”, do tipo em que muitos leitores podem se relacionar e se encontrar no que escreve. Isso atrai muito quem lê. Amei o post de hoje e sempre fico intrigada a conhecer um pouco mais sobre cada tema/história que trata nos textos.

  12. Dany / jun 3 2011 01:05

    Quem acha que deve buscar me ter em suas vidas, que faça isso… Caso contrário, não me apego a pessoas desnecessárias pra mim. É perda de tempo de vida… Muito bom o post.
    Bjssss

  13. Ana Elisa / jun 3 2011 01:05

    Você escreve MUITO, nem tem comparação com os outros blogs que vejo pela internet. O seu trabalho é maravilhoso. Vou sempre falar daqui pros amigos que se interessam por leitura, pois seus textos são de um alto nível intelectual e de vocabulário.

    Me descreveu:
    “Dôo partes de mim àqueles que precisam ou pedem, mesmo tendo o desprazer de presenciar os que não têm fome para ambigüidades, distorções, realidade – como eu.”

    Maravilhoso!

  14. klaus seydel / jun 3 2011 07:10

    Belo texto!
    Se doar é bom, mas acho ainda melhor quando a doação é ativa, partindo pra cima da vida!
    Parabéns! : )

  15. Rubi / jun 3 2011 15:13

    Confesso que venho poucas vezes aqui, mas o suficiente pra me encantar com tuas palavras. Texto simples,objetivo e profundo! Gosto disso.

  16. Juliana Machado / jun 3 2011 17:58

    Concordo com a Ana Elisa, você escreve muito. E eu concordo com tudo que você diz nesse texto também… Tem gente que realmente não vale a pena correr atrás, e quando saem das nossas vidas, não vêm correndo pra nós, é até um favor que nos fazem 🙂 Parabéns pelo seu blog, seus textos são sempre muito bonitos, mesmo quando falam de decepções, mágoas, etc ^^
    Sua talentosa! u-u auhauhahu ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: