Skip to content
23/05/2011 / Geane Aguiar

Pôs minha cor pelo avesso. Apagou e roubou de mim. Ingrato ladrão, dono de uma mente desintegrada, dividida em conceitos manchados por influências imundas. Seus pés pisam em solo degradê de crueldade. Sua fala mira o abismo do inconfundível mundo da idiotice. Diz que sou louca, paranóica, mas quem carrega consigo modos grosseiros de uma mente padronizada é você. Aquele que tem medo, sem buscar a chama. Apreciador de perfumes vulgares.

Anúncios

17 Comentários

Deixe um comentário
  1. Paloma Brunoro / maio 24 2011 15:53

    Seres perdidos, não merecedores de atenção e às vezes nem de respeito… Belo texto como sempre.

  2. Ywanna / maio 25 2011 02:25

    Seu blog é muito lindo! Belíssimo texto.

  3. Andrew Clímaco / maio 25 2011 02:28

    Palavras inteligentes. Deixemos os apreciadores de perfumes vulgares para trás, sigamos em busca da felicidade… 🙂

  4. Suellen / maio 25 2011 02:30

    Para superar uma amizade como a que você descreveu, apenas aparecendo uma outra que realmente valha entregar-se novamente… É raro e às vezes demora, mas sempre aparece. Já aconteceu comigo.
    Adoro seu jeito de escrever, muito culto 😀

  5. Brener / maio 25 2011 02:43

    Seu blog é encantador, sempre me faz refletir. É a primeira vez que vejo um texto falando sobre o lado “negativo” de uma amizade que tenha falhado… Deveras interessante!

  6. Jociano M. / maio 25 2011 02:47

    Você tem o dom de comover com as palavras. Encanta e revolta quando quer. Ao terminar de ler o texto senti uma certa repulsa desse alguém de quem você fala (seja real ou não). Parabéns pelo post!!

  7. Kalleb / maio 25 2011 03:27

    Um dos seus melhores textos que já li. Continue assim e escreva um livro… Você tem tudo pra fazer muito sucesso 🙂

  8. Marilene / maio 25 2011 03:42

    Gosto de ler sobre a revolta, raiva, incômodos, tristezas… São sentimentos com os quais nem todos sabemos lidar e muitas vezes reprimimos. Nem que seja através da escrita, é bom extravazar. Se tratando de uma amizade verdadeira ou mesmo que seja um texto fictício, pela forma que escreveu há alguma negatividade real por detrás desse post. Continue assim, com seus textos regidos por sua incontrolável lucidez…

  9. Ane Honoratto / maio 25 2011 03:43

    Que texto profundo e carregado de sinceridade, minha cara autora! Continue escrevendo pois você é muito boa no que faz. 😉

  10. Lylyan / maio 25 2011 23:58

    Arrepiante de tão profundo… É cada vez melhor ler seus posts!

  11. Luana Butura / maio 26 2011 00:06

    Seus textos são todos baseados em fatos reais? Ou você inventa situações e escreve a partir de sentimentos pensados? Independente de como for, adoro ler o que vc escreve ueheuheuh *—*
    Bjos! =*

    • Geane Aguiar / maio 27 2011 01:54

      Olá Luana,

      Todos os textos que posto no blog são baseados em situações reais e vivenciadas por mim.

      Abraços!

  12. Diego / maio 26 2011 00:15

    Creio que acontece, pelo menos uma vez, com a maioria das pessoas (perder uma amizade por encontrar alguém “cruel, padronizado”).. É engraçado mais tarde lembrar desses fatos. Gosto do modo que escreve.. É muito interessante de ler =]

  13. Letícia Pereira / maio 26 2011 00:50

    Uau, esse realmente diz tudo! Me encontrei nesse post… Parabéns pelo seu talento, você tem o dom.

  14. Carol / maio 26 2011 01:40

    Com certeza eu gostaria de escrever assim… Eu admiro muito a sua escrita, você é uma inspiração pra quem, como eu, deseja escrever um livro (: Muito bacana mesmo!

  15. Gaby / maio 26 2011 01:42

    Amizades vêm e vão, e pessoas vulgares, baixas e mal amadas devem ir o mais rápido possível das nossas vidas, não é? Sinto pelo seu texto que você já passou por cima desse “problema”. Assim que tem que ser mesmo…
    Seu blog é ótimo, show demais!

  16. Jamille / maio 26 2011 01:43

    Senti saudade de passar por aqui e me encontrar em suas postagens… Quando leio, consigo sentir o que você está passando. É um poder sobre o leitor que nem todos tem… É uma grande satisfação conhecer alguém com esse domínio da literatura que você tem 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: